Maranhão

Estado de calamidade em São José de Ribamar

Cidade cheia de buracos, com ruas intrafegáveis, linhas de ônibus, como Vassoural Itapiracó da Empressa Maranhense que atendia a comunidade da Maioba e Parque Jair que estão parados há um ano, e tudo isso gerado pela péssima administração do atual Prefeito Eudes Sampaio.

Atualmente o prefeito foi condenado a executar obra no bairro Moropóia.

O prefeito Eudes Sampaio (PTB), representante legal do município de São José de Ribamar terá o prazo de seis meses para determinar a construção de uma nova galeria de escoamento de águas da chuva na Rua João Alves Carneiro, no bairro Moropóia. O Município também deve implantar a macrodrenagem ao longo dessa via pública, sob pena de multa diária no valor de R$ 500,00, a qual deverá ser revertida ao Fundo Estadual de Defesa dos Direitos Difusos.

A sentença foi assinada pelo juiz titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, Douglas de Melo Martins, atendendo ao pedido do Ministério Público  do Maranhão em Ação Civil Pública contra o Município de São José de Ribamar, que mencionou a ocorrência de “alagamentos e inundações nas proximidades das residências de numeração 78-A, 78-B e 80, da Rua João Alves Carneiro, bairro Moropóia, decorrentes da obstrução de galeria pública.

De outro lado, Relatório Técnico de Engenharia (nº 055/2015) expedido pela Coordenadoria Estadual e Proteção e Defesa Civil (id 5551464), instruído com imagens, atestou que, havendo chuvas fortes o” caos se estabelecerá, não apenas porque a galeria foi obstruída na altura do muro, mas pelo fato de que ela também não atende à demanda de água de superfície. A situação se complica com a obstrução, que acelera esse processo, não cabendo paliativo como a apenas desobstruir galeria, pois só haverá transferência de riscos. “O correto seria a implantação de uma macrodrenagem e o disciplinamento de obras e serviços particulares”, assegura a defesa civil.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios